Como ter força de vontade para emagrecer?

 forca-de-vontade

Muitas pessoas falam da força de vontade como algo inalcançável e impossível. “Nunca conseguirei emagrecer porque não tenho força de vontade”; “eu sei tudo o que devo fazer, mas não tenho força de vontade”; “se eu tivesse força de vontade conseguiria todos os meus objetivos na vida”.

Toda a gente tem força de vontade. Toda a gente, repito. É preciso é trabalhá-la. Certamente que há pessoas com mais pré-disposição para conseguirem coisas que, por exemplo, a outros custa tanto. Há pessoas que conseguem “sacrificar-se” mais do que outras, e isso é tudo verdade. Contudo, não há pessoas que não tenham força de vontade. Pode é haver pessoas que não querem ter força de vontade. E isso é outra história.

Imagine que a força de vontade é como um músculo. E os músculos têm de ser exercitados. Neste caso, a força de vontade tem de se praticar, de se repetir várias e várias vezes para depois ser um comportamento adquirido e mecânico, feito sem pensar. Portanto, começamos já com uma escolha: ou exercitamos este músculo ou deixamo-lo atrofiar.

Se deixarmos atrofiar, então não ganharemos nada com isso, é certo. Mas é uma escolha.

Se quisermos exercitá-lo então há vários truques para que isso possa ser feito. Primeiro que tudo perceber que ter força de vontade é uma qualidade, pois permite-nos realizar aquilo que normalmente não é fácil, como é o caso do emagrecimento.

A força de vontade treina-se consoante os objetivos a que nos propomos e as situações vividas. Por exemplo, no caso do emagrecimento, o primeiro passo é começar a perceber o porquê de querer emagrecer. Para se sentir melhor consigo próprio? Para ter mais energia? Para conseguir brincar com os seus filhos? Para ter mais saúde? Para poder olhar ao espelho e gostar de si próprio? Qual os objetivos que o levam a querer emagrecer?  Quais são as vantagens de o fazer? E as desvantagens? Tudo isto levará a que fique com uma maior motivação e, consequentemente, força de vontade para o que aí vem.

Depois de tudo isto, há que re-fazer toda a ideia que tem de dieta. Esta não é mais uma dieta, nem poderá ser feita de forma idêntica às outras, senão o resultado será o mesmo: desistência. Há novas formas de fazer pratos deliciosos e saudáveis, que os nutricionistas têm para lhe oferecer.

Ao ter força de vontade, automaticamente irá ganhando certas coisas, num curto espaço de tempo. Reforça a sua autodisciplina a todos os níveis; não para nem desiste diante o fracasso; começa a perceber aquilo que realmente quer e é importante para si, a ter objetivos claros e definidos; tolera os seus impulsos mais facilmente e suporta todas as privações que irá fazer. Portanto isto é tudo uma bola de neve – mais força de vontade, mais motivação, mais aspetos positivos associados ao seu EU emocional e social, mais objetivos conseguidos e mais vitórias ganhas.

É um treino diário que no início custa, mas depois torna-se um hábito que já não vai querer largar, tal como o exercício físico.

Comece já hoje para amanhã perceber que é tão bom conseguir os seus objetivos e que nem custa assim tanto! É somente um treino da mente. Procure um psicólogo que o ajudará nesse treino.

Mafalda Leitão

Psicóloga na Clínica Em Forma. Com trabalho clínico e publicado na área da psicologia positiva, emagrecimento através da mente, depressão e ansiedade. Trabalho científico publicado na área da obesidade e perda de peso bem sucedida e menopausa.

Também poderá gostar de…

2 respostas

  1. Sílvia Ferreira diz:

    Gostei muito de ler o seu artigo e agradecia que me enviasse mais dicas para o meu email se for possivel.
    Grata pela sua atenção.

    Sílvia Ferreira

    • Mafalda Leitão diz:

      Boa tarde Sílvia. Semanalmente vamos escrevendo artigos, sobre diversas áreas. Veja no nosso blog mais artigos sobre a força de vontade para emagrecer, na secção da Psicologia.
      Muito obrigada pelo seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *