A Obesidade duplicou nos últimos 40 anos…

gordo

Aqui fica o artigo da psicóloga Mafalda Leitão, publicado no Sapo Lifestyle, sobre a Obesidade e os números alarmantes desta doença, considerada já a epidemia mundial.

“Os números são alarmantes. Mas isso já todos sabíamos ou prevíamos, não? Contudo, os comportamentos não mudam.

Por mais que se alerte, por mais que se indiquem as consequências associadas à obesidade, pouco ou nada é feito. Por mais que se alerte, em 2014, 266 milhões de homens e 375 milhões de mulheres em todo o mundo eram obesos.

Ora, se estamos cientes dos riscos acrescidos para o desenvolvimento de doenças como diabetes, doenças cardiovasculares e vários tipos de cancro, porque não mudamos? Porque é tão difícil conquistar-se um corpo magro?

Porque o grande objetivo não é conquistar um corpo magro, mas sim levar um estilo de vida saudável. Esta é uma das chaves desta problemática.

Muitas são as pessoas que querem perder peso, se possível no mais curto espaço de tempo, para atingirem um corpo perfeito ou um corpo mais magro. E começam com as dietas… As dietas milagrosas, que prometem “mundos e fundos”… O grande problema é precisamente esse! Não há dietas milagrosas, não há comprimidos mágicos…

Não pode, ou não deve, existir o pensamento de que “esta semana vou ser saudável” ou “vou fazer esta dieta um mês e depois logo se vê”. Isso só cria frustração… Irá privar-se de uma série de coisas e, sobretudo, de um estilo de vida saudável. É isso mesmo! Estilo de vida saudável… Se não fuma, não bebe, não consome drogas, etc., porque se preocupa com a sua saúde… Então porque não se preocupa também com as questões associadas à comida e ao peso? Não faz sentido, para si?

Comece um estilo de vida mais saudável. Organize o seu dia a dia com a comida! É essencial, para que as coisas se tornem mais fáceis e numa rotina. Claro que, por vezes, é mais simples ir ao fast food ou ao restaurante perto do trabalho, que até tem aquelas batatas fritas deliciosas… Ou então, à noite, ter de preparar dois jantares (um para si e outro para os miúdos), não é algo que lhe agrade… Mas, se tirar um tempinho para si, para fazer toda a comida para a semana, as coisas tornar-se-ão mais fáceis.

A falta de tempo não pode ser desculpa (digo isto, porque é uma das desculpas mais usadas, em consulta). Se não tiver tempo agora para si, quando terá? Quando estiver num grau de obesidade elevadíssimo? Quando já não conseguir ter energia e mobilidade?

Portanto, começar a pensar num estilo de vida saudável, ao invés de mais uma dieta, é fulcral. Perceber que tem tempo para aquilo que realmente importa, é fundamental. E depois… Depois começa uma nova etapa de mudança de pensamentos e de comportamentos. Essa etapa torna-se mais fácil com a ajuda de um psicólogo especialista em emagrecimento. Procure ajuda, não tenha medo! Medo deverá ter quando for tarde demais… Porque esse dia poderá chegar, se não começar já hoje!

Mudar é doloroso. Mas não mudar, dói muito mais.”

Mafalda Leitão

Psicóloga na Clínica Em Forma. Com trabalho clínico e publicado na área da psicologia positiva, emagrecimento através da mente, depressão e ansiedade. Trabalho científico publicado na área da obesidade e perda de peso bem sucedida e menopausa.

Também poderá gostar de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *