O sono das Crianças

2015-05-11 16.58.17

Hoje a Doutora Mafalda Leitão, psicóloga da saúde, foi falar à TVI no “Diário da Manhã” sobre o sono das crianças e deixa algumas dicas, para o poder ajudar a ultrapassar, da melhor forma possível, essas situações.

É sabido que 25% das crianças entre os 4 e os 12 anos têm problemas durante o sono e que a perturbação mais comum é a resistência em ir para a cama e adormecer, com despertares frequentes. Como consequências temos o aumento de irritabilidade; falta de concentração; dificuldades escolares; comportamentos hiperactivos ou, pelo contrário, sonolência extrema. Há também estudos que indicam uma associação entre um menor tempo de sono e a obesidade.


 

  • Primeiro que tudo, é necessário criar rotinas diárias, ou seja, tentar que a hora de deitar e a hora de acordar sejam sempre as mesmas, com uma rotina igual (ex. fazer os trabalhos de casa, tomar banho, jantar, ler uma história e ir para a cama);
  • Ler uma história é muito importante, até para criar na criança uma disponibilidade para ouvir e para refletir e, além disso, para terem mais realidades que não apenas serem “engenheiros informáticos” – devido ao uso dos telefones e computadores;
  • Tenha tempo para conversar, crie um ambiente familiar e tente estar meia hora sem telemóveis, televisões ou computadores. Esteja apenas em família e aproveitem o tempo juntos;
  • Faça com que a criança adore estar no quarto e que seja um sítio seguro para ela. Não a deixe ir para a cama dos pais, pois se ela tem medo de estar no quarto dela e a leva para a sua cama para segurança da criança, então no dia a seguir vai voltar a pô-la no local do “perigo”, ou seja, na cama da criança;
  • Atenção também à alimentação à noite (nada de muito pesado, para a criança não ter desconforto a meio da noite) e cuidado com a ingestão excessiva de líquidos, pois pode fazer com que a criança tenha de acordar a meio da noite para ir à casa de banho;
  • O seu filho tem medo de estar sozinho? Deixe-o, todos os dias, brincar um bocadinho sozinho, de preferência no quarto. Assim, ele vai perceber que não há problema em estar sozinho e, muito menos, no seu quarto (que deve ser o seu local seguro);
  • O seu filho tem medo do escuro?  Deixe uma luz de presença ligada e vá diminuindo a duração da mesma, ao longo dos tempos. Pode, por exemplo, deixar ligada hoje 1 hora, amanhã 45 minutos e assim sucessivamente. É importante que a criança diferencie o dia da noite, a luz do escuro.

Deixamos-lhe o link, caso queira ver a entrevista: http://www.tvi24.iol.pt/videos/25-das-criancas-ate-aos-12-anos-tem-problemas-durante-o-sono/55505a460cf200773e8fcf00/1

 

 

Também poderá gostar de…

1 resposta

  1. Clarinda de Almeida Serrano Ramos diz:

    Amei!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *