Medicina Tradicional Japonesa

FB_IMG_1458641574027

Hoje vimos dar-lhe a conhecer a nova Medicina Alternativa que temos nas nossas Clínicas: a Medicina Tradicional Japonesa, feita pelo Drº Marco Vieira, às Quartas e Sextas. Fique a conhecer do que se trata já a seguir.

Teishin

Tal como a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), a Medicina Tradicional Japonesa (MTJ) tem a sua base na regulação orgânica e no equilíbrio eletrofisiológico do organismo, nomeadamente através da regulação energética dos meridianos.

Uma das diferenças é que em Medicina Tradicional Japonesa pode-se fazer “acupuntura” sem agulhas, ou seja, em vez de se usar as tradicionais agulhas da Medicina Tradicional Chinesa, usa-se a técnica Tei-shin, em tudo muito idêntica à acupuntura. Contudo, em vez de agulhas, usa-se instrumentos de metais ou de jade, que por pressão estimulam o ponto, não sendo necessário a introdução de agulha no mesmo.

O Teishin tem especial interesse no tratamento de crianças e de pessoas com fobias ou receios por agulhas.

A Medicina Tradicional Japonesa, à semelhança da Medicina Tradicional Chinesa, usa outras técnicas como Moxibustão e outras na regulação e reequilíbrio da energia vital do organismo.

 

Terapia Ryodoraku

No contexto da Medicina Tradicional Japonesa merece particular destaque a terapia Ryoduraku, desenvolvida no Japão pelo Dr. Yoshio Nakatani, a partir de 1950 e que consiste no diagnóstico e reequilíbrio eletrofisiológico do organismo através da medição nos pontos electro permeáveis do organismo.

Qualquer desequilíbrio ou desordem dos órgãos internos manifestam-se através destes pontos como fenómeno reflexo.

Assim, temos o mapeamento do organismo, permitindo a leitura eletrofisiológica do organismo e o estimulo/reequilíbrio de correção se necessário.

Com esta técnica temos um diagnóstico preciso e precoce, permitindo a terapia e reequilíbrio em tempo útil e a tempo de muitas vezes se evoluir para situações mais complicadas do ponto de vista de perda de saúde, quiçá mesmo por vezes irreversíveis.

Também poderá gostar de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *