Iridiologia previne e deteta doenças

No passado Sábado, saiu no Correio da Manhã uma reportagem sobre o método de diagnóstico Iridiologia. A entrevista foi feita à nossa Osteopata e especialista na leitura da íris, Drª Ana Passadeiras. Deixamos-lhe aqui alguns dos pontos essenciais desta reportagem.


Desde o século XIX que a Iridiologia é utilizada como método de diagnóstico na medicina natural permitindo, através de uma análise à íris, avaliar o estado geral de saúde. “Analisa-se o físico, psíquico e imunológico, contribuindo para a prevenção de doenças que o indivíduo é predisposto a contrair”, explica a nossa osteopata.

É uma avaliação qualitativa, ou seja, através dos sinais/marcas que surgem na íris, pode detetar-se, por exemplo, cancro da mama, colesterol ou diabetes, mas não se sabe quais os valores.

Como se faz este diagnóstico?

É feito com base na observação das estruturas das fibras e da pigmentação da íris, seguindo um mapa no qual todas as partes do organismo estão representadas na íris. Cada íris representa os órgãos localizados de cada um dos lados do corpo. Por exemplo: o fígado está representado na íris direita, o baço na íris esquerda. Já a tiróide está em ambas.

“Tudo o que se passa no nosso organismo deixa marca na íris”, podendo ser uma mancha, uma “lacuna” que significa fragilidade benigna, ou “criptas”, que indicam problemas graves, como tumores.

“A íris é constituida por 28.000 terminais nervosos (nervos sérvios), que se relacionam com os restantes órgãos e sistemas do corpo, através do tálamo. E é aí que ele conecta com todas as áreas do corpo, que recebe e transmite informação da íris”.

Vários exemplos

Fumadores: Quem é fumador, por regra, tem manchas na íris, as quais não significam doença. “Tudo o que é toxicidade deixa manchas na íris. Agora, nem todas as manchas são de cariz maligno. Alguns são sinais de infeções ou desequilíbrios”.

Cabeça e Intestinos: São as pessoas entre os 20 e 30 anos que mais procuram as consultas de Iridiologia e que têm maiores benefícios. “O que afeta mais os jovens são problemas psicológicos e gastrointestinais”. Mas os mais novos também podem beneficiar deste tipo de diagnóstico.

Demências: “As demências são algo que conseguimos ver com imensa facilidade através da íris e é importante os cuidadores estarem atentos aos seus idosos e à sua forma de estar”.

Conselho da Drª Ana Passadeiras

Os indivíduos podem comer de tudo, no entanto, “se adoecerem devem mudar os seus hábitos alimentares para o mais próximo das suas origens, para viver com mais saúde”. Mas para um plano nutricional adequado, deve sempre consultar-se um nutricionista.

Onde fazer Consulta de Iridiologia?

As consultas de Iridiologia são realizadas às Terças e Quintas, a partir das 14:00h, na Clínica Em Forma de Telheiras.

Também poderá gostar de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *