A importância da água na nossa saúde!

A água deve ser o nosso primeiro e principal alimento. Se somos compostos por mais matéria liquida (cerca de 60 a 70%) do que sólida, porque comemos mais do que bebemos?

A carência de água no organismo é mais grave do que a carência de comida. Morremos primeiro à sede do que à fome.

E para estarmos bem nutridos de água, é fundamental uma boa ingesta da mesma e, simultaneamente, uma boa hidratação da pele.

A sede é um sinal de alerta e de carência, ou seja, quando temos sede é sinal de que a nível celular e a nível orgânico já existe alguma carência de água.

Com o avançar da idade temos de ter atenção redobrada, porque perdemos ou diminuímos a sensação de sede e se só bebemos quando temos sede pode tornar-se uma grave carência. Há pessoas que referem nunca ter sede, mas atenção pois precisam de água, e muita, na mesma.

 

Que água beber?

Temos de ter em atenção dois aspetos: o que é uma água de boa qualidade bacteriologicamente e o que é uma água de boa qualidade bioquimicamente.

Deve beber águas que sejam mais indicadas para manter o seu estado de saúde, ou para ajudar a tratar a sua doença. E isto difere de pessoa para pessoa.

 

Que quantidade de água deve beber?

Como referido, o nosso organismo é composto por cerca de 60 a 70% de água. E beber água não pode ser uma opção, mas sim uma obrigatoriedade, pela sua saúde.

Somos como os rios, quanto mais água passa por nós, melhor nós estamos.

Obviamente que cada pessoa é diferente e tem as suas necessidades específicas, no entanto, podemos dizer que beber 1,5l de água por dia pode ser uma boa média para a grande maioria.

Outra excelente fonte de água são as sopas que são, simultaneamente, uma boa fonte de ingesta de vegetais e leguminosas, essenciais para uma alimentação equilibrada.

Também na fruta a água está presente, contudo, a fruta deve ser comida com moderação, principalmente pela quantidade de açúcares presentes e pela velocidade de libertação dos mesmos. Como sempre, cada caso é um caso mas, de uma forma geral, recomenda-se a ingesta de 2 a 3 peças de fruta por dia.

Relativamente aos chás, se tomar sem açúcar são uma excelente fonte de ingesta de água. Mas, melhor que os chás, temos as tisanas, pois deve-se ter cuidado com o efeito da taina no organismo, que difere de pessoa para pessoa.

 

Hidratar a Pele – Tão importante como beber água

A pele é um dos órgãos que mais sofre com a falta de água. Aliás, o envelhecimento da pele começa precisamente por volta dos 30 anos, com a secura da mesma, e isso deve ser contrariado o mais possível.

Não basta colocar cremes, para hidratar o rosto ou o corpo. Eles não conseguem chegar a níveis de maior profundidade da pele, onde é realmente necessário hidratar. O que deve fazer então?

Tratamentos com oxigénio, onde a hidratação da pele é não é feita apenas de forma superficial; e onde não criamos apenas uma película hidrófila superficial que parecendo ser hidratante acaba por ser prejudicial.

António Soares Neto

Naturopata e especialista em Medicina Quântica na Clínica Em Forma. Com trabalho desenvolvido e publicado nas áreas da imunidade, sistema digestivo e intestinal. Especialista em Medicina Preventiva: Vale mais prevenir, do que remediar.

Também poderá gostar de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *