Frutos Secos

FrutosSecos

Muito se fala de frutos secos, ultimamente. Na verdade, as suas caraterísticas nutricionais são muito interessantes para a nossa saúde. Pertencem ao grupo dos frutos secos: as castanhas, nozes, avelãs, pinhões, amendoins, castanha de caju e os pistácios.

Na área do emagrecimento, julgo que ainda pouco se comenta sobre a ação da gordura boa dos frutos secos na eliminação da gordura. Nas Clínicas EM FORMA, já e uma prática recorrente e os resultados, ao nível da redução da gordura visceral, são surpreendentes.

O potencial nutricional dos frutos secos é enorme e podem ajudar o indivíduo a conquistar mais saúde e energia. Vamos então falar sobre cada um deles:

A castanha distingue-se dos restantes frutos secos pela sua composição nutricional. Ao contrário de todos os outros frutos secos, a castanha é rica em Hidratos de Carbono, fornecendo por 100gr cerca de 39,8gr deste nutriente. A sua textura farinácea promoveu que durante alguns anos fosse utilizada como acompanhamento de pratos, em substituição do arroz, massa e batata. Não é o mais calórico dos frutos secos, atendendo a que por 100gr fornece cerca de 185kcal, sendo que todos os outros estão perto dos valores de 600kcal, para as mesmas 100gr.

O amendoim é, de todos, o mais rico em folatos, fornecendo cerca de 110 µg, por 100gr, agindo com protetor anticarcinoma.

O pinhão, rico em triptofano, um aminoácido que promove bem estar emocional, reduz a fome por doces e a irritabilidade. Pode ser essencial para o início de novas práticas alimentares, pois alivia os sintomas da carência de acucares rápidos.

A noz é de todos o mais rico em ácido linoleico (ómega 3), um ácido gordo essencial que participa no crescimento das células e no seu correto funcionamento. Trata-se de um excelente anti inflamatório e antioxidante, sendo importante para o controlo de colesterol, diabetes, função cognitiva e, ainda função articular. A noz, por estas razões, é muitas vezes referida como um alimento anti envelhecimento.

A amêndoa e a avelã são bastante interessantes pela presença de fibra alimentar, cálcio e magnésio. São essenciais para os desportistas.

A castanha de caju é um forte aliado para um sistema imunológico resistente à doença. Este fruto seco é rico em fósforo e zinco, minerais essenciais para os processos de produção de anticorpos. Uma vez que também possui cobre, este fruto seco pode ser interessante em casos clínicos de má cicatrização, pois esta simbiose de minerais melhora e acelera o processo de cicatrização.

Dou especial ênfase à noz, que tem um enorme interesse nutricional. Foi condenada ao mito que para perder peso deveria ser eliminada da prática alimentar diária. Hoje em dia, com fortes evidências científicas, é amplamente referida para que esteja incluída na alimentação diária – em porções moderadas e atendendo ao estilo de vida do indivíduo. Pode estar presente como complemento do pequeno-almoço, lanche, em saladas e até em sopas. A sua riqueza nutricional, quer em minerais, quer em agentes anti inflamatórios – como vitamina E, folatos e cálcio, desempenha um forte papel na prevenção de carcinomas.

Prefiro aconselhar, para a população no geral, não estando focada num caso clínico específico, que devem procurar consumir estes frutos ao natural, com o mínimo de processamento industrial.

Ana Filipa Baião

Nutricionista na Clínica Em Forma. Com trabalho clínico desenvolvido e publicado na área do emagrecimento, doença oncológica, doença celíaca e imunidade.

Também poderá gostar de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *