Emagrecer: Ou é 8 ou 80

Durante a nossa vida, temos vários pensamentos negativos e que não estão adaptados à realidade. A isso chamamos distorções cognitivas, ou seja, são pensamentos exagerados e/ou irracionais que a nossa mente arranja, convencendo-nos de algo que não é realmente verdade.

 

Há vários tipos de distorções cognitivas e um deles, que falarei hoje, é o pensamento de “8 ou 80”, mais especificamente, o Pensamento Tudo ou Nada; que é um dos maiores obstáculos para quem quer perder peso.

Este pensamento Tudo ou Nada existe quando a pessoa faz uma conceção, uma argumentação ou um julgamento de algo em termos absolutos, usando expressões como “sempre”, “nunca”, “não há alternativa”, entre outros.

 

Vou dar-vos alguns exemplos deste pensamento que, normalmente, podem ocorrer durante um processo de emagrecimento:

“Ou faço a dieta de forma exímia ou se acontecer um deslize, como tudo o que tiver à frente”;

“Já que não consegui resistir a estes alimentos, de agora em diante vou comer tudo o que tiver à frente”;

“Ou perco 3kg na primeira semana ou nunca mais farei dieta”

Etc., etc.

 

Identificou-se com este tipo de pensamentos? Isto acontece consigo? Como disse, este tipo de pensamento trata-se de uma distorção cognitiva.

É preciso corrigir este tipo de pensamentos disfuncionais. Isto porque quando pensamos de forma funcional, os nossos comportamentos tornam-se, também eles, funcionais. E só assim conseguiremos alcançar os objetivos pretendidos.

Muitas pessoas não conseguem emagrecer porque pensam de forma disfuncional acerca da dieta e assim torna-se muito mais difícil, senão impossível.

O que deve fazer?

Imagine que tem uma lesão num musculo e que tem de fazer fisioterapia, para voltar a ser como antes. A fisioterapia serve como treino para o músculo perceber o que deve voltar a fazer e qual o comportamento que tem de ter.

No emagrecimento passa-se exatamente o mesmo. Temos o nosso cérebro, que precisa de ser treinado todos os dias, para ganhar novos hábitos e um novo estilo de vida.

E isso só é possível se o treinar; para que o processo de emagrecimento se torne mais fácil e, no final, seja algo já é intrínseco e que não precisa de pensar ou de fazer esforços.

A isto chama-se reestruturação cognitiva e é possível fazê-lo com a ajuda de um psicólogo, por exemplo. O mais importante de tudo é que a eliminação destas distorções cognitivas melhoram as nossas emoções, o nosso bem estar e baixa a probabilidade da ocorrência de doenças, tal como a depressão ou ansiedade, como nos contam alguns estudos e a própria realidade em si.

 

Acredito que podem ser este tipo de pensamentos disfuncionais que não o estão a deixar perder o peso desejado. Porque perder peso é muito mais que comer bem e fazer exercício físico… A parte mais difícil é essa… Mas e a parte que pode tornar tudo mais fácil? Porque é que pouca gente ainda a procura?

Mafalda Leitão

Psicóloga na Clínica Em Forma. Com trabalho clínico e publicado na área da psicologia positiva, emagrecimento através da mente, depressão e ansiedade. Trabalho científico publicado na área da obesidade e perda de peso bem sucedida e menopausa.

Também poderá gostar de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *