Depressão: onde está a luz ao fundo do túnel?

depressao

Muitas vezes sentimo-nos tristes e perdidos. Não sabemos mais o que fazer e como fazer. Achamos que é normal isso acontecer, devido a uma situação mais grave na nossa vida (por exemplo, a morte de alguém). Concordo consigo e a tristeza, nessas situações é, de facto, uma reacção normal e muito importante. Contudo, há que analisar até onde vai essa tristeza. Será que será apenas uma fase triste ou será que já estamos a falar em depressão?

Eu sei que é difícil pensar sobre tudo isto, pois já tem muitos problemas na sua vida. Mas pensemos em conjunto. Como é que se tem sentido? Tem sentido um grande vazio? Não há nada que o alegre; mesmo aquelas coisas que anteriormente gostava de fazer? Sente-se cansado e com falta de esperança em tudo? Sente alterações no seu apetite (come demasiado ou não tem fome), no sono (dorme muito ou tem muitas dificuldades em dormir)? Sente-se irritado, inquieto e com dores físicas? Se respondeu sim a estas questões, então será melhor falar com um psicólogo. Ele pode ajudá-lo.

Não pense que a sua depressão não tem cura, porque tem. Esta é uma fase menos boa pela qual está a passar, mas com a ajuda de um especialista tudo se tornará mais simples, para si. A depressão tem uma série de consequências, nomeadamente, ao nível da sua saúde física, de pensamentos suicidas, alterações nas suas actividades do dia a dia e nas suas relações e, também, o aumento do abuso de substâncias.

Sabe que, segundo a Organização Mundial de Saúde, a depressão afeta mais de 350 milhões de pessoas, em todo o mundo? Sabe que a depressão é a principal causa de doença e incapacidade na adolescência (dos 10 aos 19 anos)? Sabe que a depressão será a segunda maior questão de saúde pública, em 2020, ultrapassada apenas pelas doenças cardiovasculares? São números que o assustam, não é? Assustam-nos a todos nós e, na verdade, apenas metade das pessoas que têm esta doença recebem os tratamentos adequados.

Por isso, não deixe que esta doença afete mais a sua qualidade de vida. Procure ajuda. Tem de começar devagar e viver um dia de cada vez e, dessa forma, irá encontrar a luz ao fundo do túnel.

Mafalda Leitão

Psicóloga na Clínica Em Forma. Com trabalho clínico e publicado na área da psicologia positiva, emagrecimento através da mente, depressão e ansiedade. Trabalho científico publicado na área da obesidade e perda de peso bem sucedida e menopausa.

Também poderá gostar de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *