A Obesidade… E a Televisão!

obesidade-infantil

Já sabemos que a obesidade é uma doença! Já sabemos que a obesidade é considerada a epidemia do século! Já sabemos que os números associados à obesidade só aumentam, seja em doenças, em tratamentos, em despesas, etc, etc. Já sabemos que a obesidade mata! Então, porque é que não fazemos nada quanto a isso? Porque é que continuamos a ter comportamentos sedentários e pouco saudáveis? Mais… Porque é que deixamos que os nossos filhos os tenham, também?

Hoje falamos sobre a obesidade… E a televisão. Qual a relação entre as duas? Muito simples! A televisão desempenha um papel fundamental na génese da obesidade (principalmente da obesidade infantil), pois reforça o estilo de vida mais sedentário e ainda tem uma série de programas e anúncios que induzem à alimentação menos saudável. Além disso, aos fins de semana, quando os pais têm mais controlo sobre os filhos e poderiam, por exemplo, levá-los a fazerem mais atividades ao ar livre, fazem o contrário. Muitos estudos revelam que o número de horas passadas em frente à televisão é maior, em crianças obesas, ao fim de semana. Durante a semana, um grande número de crianças chega a ver, em média, por dia, cerca de 2 horas de televisão. Ao mesmo tempo que isto acontece, estão a comer bolachas ou alimentos não saudáveis.

Então, o que deve ser feito? Primeiro que tudo, explicar e falar abertamente com o seu filho sobre a obesidade e as suas consequências. Deve começar a reduzir o número de horas que ele passa em frente à televisão – sempre menos de 2 horas por dia. Além disso, é fulcral que ele se mexa e liberte energias. Inscreva-o num desporto coletivo; é uma boa maneira de se exercitar e, ao mesmo tempo, fazer novas amizades e socializar.

Também poderá gostar de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *