1ª Razão para Tratar a Celulite: INCOMODA

Durante estes dias vamos apresentar-lhe 9 razões para tratar a Celulite. Estamos certos de que este é um problema de saúde, que se pode tornar muito grave, e é necessário fazer alguma coisa, principalmente sensibilizar as pessoas para isso.

A primeira razão para tratar a celulite e que lhe apresentamos aqui hoje é: a Celulite INCOMODA.

 

Sim, não há dúvidas de que a celulite incomoda qualquer pessoa, esteja ou não em estados mais graves. E pode incomodar de duas formas:

  • Pode incomodar fisicamente – as dores nas pernas, a dificuldade em andar (em estadios mais graves), a pouca drenagem que se faz num tecido assim. Tudo isso são fatores que podem desencadear um mau estar, sentido e vivido por muitas mulheres. Na consulta de avaliação, começa a ser muito frequente chegarem-nos casos de pessoas que querem tratar a celulite porque já não se sentem bem fisicamente; ou seja, já não é uma questão de estética, mas sim uma questão de saúde. E infelizmente nós só começamos a preocupar-nos com determinadas coisas quando as sentimos e quando percebemos que pode já não haver nada a fazer.
  • Pode incomodar psicologicamente – Ninguém gosta de viver com celulite. Ninguém gosta de se despir, de ir à praia ou de se olhar ao espelho e ver bolas no corpo e sentir outros olhares reprovadores. Por isso mesmo, a celulite pode incomodar qualquer mulher; mexendo com a sua auto estima e o seu bem estar. Quem é que não fica preocupado por ter celulite e por ter de a mostrar?

Se a Celulite a INCOMODA, então está na hora de tratar disso. Principalmente para não deixar avançar e tornar-se num problema ainda mais grave e doloroso. Sabia que muitas das pessoas que aos 60 ou 70 anos que têm dificuldade em andar, são celulites que não foram tratadas uns anos antes? A mobilidade pode ficar comprometida. Por isso, antes que a Celulite a INCOMODE de verdade, trate já hoje; para que o amanhã seja diferente!

Também poderá gostar de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *