Dia Mundial do Sono: 10 dicas para ter um sono melhor

O sono é um estado fisiológico, indispensável a todos os animais (racionais e irracionais). Portanto, o dormir bem só tem vantagens para a sua saúde física e mental e, consequentemente, para a sua qualidade de vida. Ao dormir melhor, terá mais energia; um coração mais saudável; uma maior concentração e memória e, também, um maior controlo do seu apetite, por exemplo.
Contudo, com o avançar da idade, os distúrbios de sono tornam-se mais comuns, podendo caracterizar-se por uma diminuição da qualidade do sono ou por interrupções frequentes no sono, relacionando-se com a quantidade de sono. Isto pode acontecer devido a eventos stressantes que ocorrem na vida. Todos os problemas que tem (seja no trabalho, no seio familiar ou relativos a questões monetárias) estão a dar cabo de si e da sua saúde (física e mental). Siga algumas destas dicas para que, pelo menos durante o sono, os problemas desapareçam ou se tornem insignificantes. E não se esqueça, quanto menos dormir, menos energia terá para resolucionar esses mesmos problemas.

Crie o seu próprio Ritual de Sono
Antes de ir para a cama, crie um ritual “sagrado” para que a sua mente e o seu corpo percebam que está na hora de ir dormir. Por exemplo, vá à casa de banho, lave os dentes e ponha o creme na cara. Depois disso, vá para a cama, leia um livro (se gostar) e apague as luzes. Está tudo preparado para iniciar um sono profundo.

Crie horários fixos
Vá para a cama, todos os dias, à mesma hora e, se possível, levanta-se também todos os dias à mesma hora (mesmo aos Sábados e Domingos.

Use a sua cama apenas para dormir
A sua mente deve associar o quarto e, principalmente, a cama ao acto de dormir e descansar. Não vá para a cama comer, ver televisão, trabalhar ou jogar no computador. Vá para cama apenas para dormir e ter actividades relaxantes (como por exemplo, ler antes de dormir).

Quarto e cama confortáveis
Quanto mais se sentir confortável e seguro no seu quarto, mais o seu sono poderá ser tranquilizante. Além disso, tenha atenção ao colchão e às almofadas com que dorme. Hoje em dia, já há uma grande variedade de colchões e almofadas, no mercado, portanto veja qual o que melhor se adequa a si. Quanto mais confortáveis, melhor será o seu sono.

Atenção à cafeína
Deixe de beber café e/ou chás estimulantes (por exemplo, chá verde) a partir das 18:00h. Ainda assim, tente reduzir o número de cafés, durante o dia.

Jantar ligeiro com poucos líquidos
Ao jantar, tenha especial atenção ao que come. Isto porque se comer em demasia, vai sentir-se muito cheio e isso poderá ser mais uma dificuldade para dormir bem. Além disso, evite beber muitos líquidos a partir das 20:00h (para não ter de se levantar durante a noite, para ir à casa de banho).

Nada de sestas
Não dormiu bem durante a noite a agora, deitado no sofá a ver televisão, sente-se cansado e a adormecer. Não deixe que isso aconteça. Levante-se e vá fazer outra actividade. Esses tempinhos em que adormece, durante o dia, são prejudiciais ao seu sono.

Pratique actividade física
A actividade física regular está associada a um sono melhor. Como se sente mais cansado, terá tendência a dormir melhor. Mas atenção: se fizer essa actividade física ao fim do dia (perto da hora de ir para a cama), pode ter um sentido inverso e ficar muito enérgico, sendo mais difícil adormecer. Isso varia de pessoa para pessoa, portanto veja qual a melhor hora para praticar exercício físico, para si.

Não pense nos problemas, quando for dormir
Todos nós temos problemas na nossa vida; uns mais graves do que outros mas todos difíceis de esquecer. E, quando vai para a cama, parece que é o momento em que eles surgem todos na sua cabeça, para não o deixarem dormir. Organize as coisas, na sua cabeça e tenha tempos próprios para pensar nelas. Por exemplo, quando for para a cama, depois de ler o seu livro (se o fizer), fique a pensar no que poderá acontecer de seguida e não pense na sua vida. Tente, de todas as formas, que esses pensamentos não o invadam (pelo menos, naquela altura).

Faça actividades relaxantes
Os problemas existem e os dias maus também, mas não faça disso rotina! Aproveite, sempre que possível, para fazer actividades de que gosta e que o deixem calmo e feliz. Pode por exemplo, ir tomar café com um amigo ou ir àquele concerto que tanto queria (eu sei que os problemas não desaparecem mas, pelo menos, sabe que existem coisas boas na sua vida e que ela não é feita só de problemas e tristezas).

Se mesmo assim os problemas persistirem recorra a ajuda de um profissional, nas Clínicas Em Forma podemos ajudar regulando o biorritmo pela Medicina Quântica ou ajudando a ultrapassar barreiras pela Psicologia.

Mafalda Leitão

Psicóloga na Clínica Em Forma. Com trabalho clínico e publicado na área da psicologia positiva, emagrecimento através da mente, depressão e ansiedade. Trabalho científico publicado na área da obesidade e perda de peso bem sucedida e menopausa.

Também poderá gostar de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *